ARTIGO 44. A IMPORTÂNCIA DA GRAMÁTICA GREGA NA HERMENÊUTICA, por (Von Cullmann).

NESTE breve resumo da minha humilde opinião sobre gramática grega “na hermenêutica”, de antemão quero salientar não ser opositor ao estudo das línguas, principalmente as que compõe o vocábulo original dos escritos sagrados, mas quero aqui expor minha “peculiar” observação ao tema presente. Porque do questionamento da importância do grego na hermenêutica e não na…

ARTIGO 43. PARTIU-O 1Cor 11: 24a.

Como fora possível ver no tópico anterior, o ato de “partir o pão” esta intimamente ligado, com o sacrifício salvifíco de cristo! Na ceia narrada na versão de Lucas, lemos a frase: Partido em favor de vós. Trata-se do corpo de cristo crucificado em lugar de toda humanidade, nisto entendo a expressão “em favor de…

ARTIGO 42. ECLESIASTES O LIVRO DA FILOSOFIA EXISTENCIALISTA, POR (Von CULLMANN).

Quem somos, de onde viemos, para onde vamos. Esta frase a muito perturba a mente humana, não digo a mente humana “comum”, religiosa, inerte, mas a mente filosófica, crítica, analítica, observadora. Foi na Grécia antiga, num período chamado “pré-socrático” que estas indagações começam a ganhar contornos e permear a mente dos pensadores; séculos, milênios se…

ARTIGO 41. CEIA DO SENHOR, EM MEMÓRIA DE MIM (Ανάμνήσιν).

▪ INTRODUÇÃO Devemos admitir como estudiosos sinceros, que nem tudo aquilo que lemos nos evangelhos é originalmente dito ou feito por Jesus. As tradições evangelistíticas são um misto de fatos históricos e tradição eclesiástica. No tocante a “Ceia do senhor”, é possível ver tais Glosas eclesiásticas inseridas no contexto do enredo. ▪ EM MEMÓRIA DE…

ARTIGO 40. ACRÉSCIMOS BÍBLICOS Mt 10:38, CRUZ.

▪ APRESENTAÇÃO Na crítica literária afirmamos ser todos os livros bíblicos serem. . Registros históricos factuais. . Glosas redacionais. . Glosas eclesiásticas. Quando leio os evangelhos, vejo ambas as coisas. Me pergunto: Quando começou esta teologia da cruz descrita nos sinóticos? (ver Mt 10:38/16:24/Mc 8:34/Lc 9:23…) “antes ou após a crucificação”? Vejo esta teologia do…

ARTIGO 39. COMO JESUS ASCENDEU AO CÉU?

▪ INTRODUÇÃO Costumo dizer que ser teólogo é ser especialista em “inventar” desculpas (doutrinas), a fim de guiar cada geração dentro de conceitos que vise deixá-las com a certeza que a fé em Cristo não é vã; também chamo isso de Teologização. Mas quando começa a teologização? Vemos que a teologização começa na própria bíblia,…

ARTIGO 38. QUEM ESCREVEU O APOCALIPSE?

O livro o apocalipse com certeza é um dos mais complexos do cânon cristão. É o único livro inteiramente apocalíptico e profético do N.T. Seu gênero é apocalíptico devido a primeira palavra da primeira frase, (ver Ap 1:1) “Revelação” (Apokalupses no grego) de Jesus Cristo. É profético porque assim o livro se autodenomina (ver Ap…

ARTIGO 37. TEOLOGIA DO N.T

Alguns teólogos conservadores até assumem haver disparidades nos relatos bíblicos, mas argumentam dizendo que as diferenças são “mínimas” e que não afetam o contexto, será? Deveríamos fechar os olhos para as disparidades? No método histórico crítico e método histórico das formas, estas disparidades nos relatos são extremamente significativos, na verdade é a alma da teologia…

ARTIGO 35. O MILÊNIO, POR (Von CULLMANN).

INTRODUÇÃO No artigo de hoje irei tratar de forma simples, objetiva e bíblica a cerca de um dos temas mais complexos da bíblia e da escatologia, o milênio; seria o milênio literal? Simbólico? De paz? Para que um milênio? vejamos o que nossas análises tem a nos oferecer. ▪ χίλια έτη MIL ANOS, esta frase…